Apoio a Cultura

O Grupo BBM, visando disseminar a cultura do Brasil, investe em diversos projetos com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura ou Lei Rouanet, como também é conhecida.

Projetos

Inventário e Identificação das Coleções Botânicas e Históricas do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro¹
ver mais ver menos

Ao longo dos seus 200 anos de existência, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro é uma das principais instituições com referência no conhecimento da flora brasileira.

Detentora do mais expressivo herbário nacional, cujo acervo representa a flora de diferentes regiões do país e do mundo, possui também uma das mais belas coleções vivas tropicais, cultivada ao longo de seu Arboreto com coleções históricas.

O crescimento da coleção viva, simultaneamente à trajetória institucional, assim como as demandas atuais relacionadas à preservação da diversidade genética e ao uso sustentável das espécies e ecossistemas, requer um plano de ação constante voltado à atualização do seu conhecimento; a informatização dos seus dados; a elaboração de subsídios para seu manejo e a sua divulgação científica e cultural ao público visitante.

Dessa necessidade nasceu o projeto "Inventário e Identificação das Coleções Botânicas e Históricas do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico", um programa de cooperação técnica firmado entre o Banco BBM e o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, tendo como interveniente a Associação de Amigos do Jardim Botânico.

O projeto foi elaborado com o objetivo principal de inventariar as espécies cultivadas no Arboreto, incluindo aquelas ocorrentes nos corpos d´água, resgatando, inicialmente, dados históricos, a fim de reunir este conjunto de informações em um banco de dados que proporcione o monitoramento e manejo das diferentes coleções, bem como a elaboração de diferentes instrumentos atualizados de divulgação deste importante acervo científico.

¹ Informações cedidas pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro, através do Projeto Inventário e Identificação das Coleções Botânicas e históricas do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico.

Largo da Misericórdia 1565-2015*
ver mais ver menos

 “Largo da Misericórdia 1565-2015”, livro do urbanista Jacques Sillos, se debruça sobre a região onde foi de fato fundado o Rio de Janeiro e revela as mudanças pelas quais o Largo – e a cidade – vem passando até os dias de hoje. Por meio de modelagens digitais em 3D e vasta pesquisa iconográfica, é possível vislumbrar o Rio de Janeiro de 1565 em diante, reconfigurado, tomando por base narrativas históricas. 
Trata-se de um requintado trabalho de reconstituição histórica daquele trecho da cidade. Em 500 anos, o Largo, no Centro, passou por profundas transformações e foi deixado à margem dos constantes projetos de reurbanização da região central. Embora muitos chorem o desmonte do Morro do Castelo, a Misericórdia é sua contemporânea e abriga um patrimônio histórico que precisa ser valorizado e preservado. Destaca-se a própria Ladeira da Misericórdia, a primeira via pública da cidade, calçada em 1567 com o mesmo piso pé-de-moleque que está lá até hoje, além da igreja e do hospital de mesmo nome e do Museu Histórico Nacional. Este projeto foi patrocinado pelo BBM em 2015.

Representações da Fauna no Brasil - séculos XVI a XX*
ver mais ver menos

representações da fauna no BrasilNos primeiros séculos de colonização, na Europa e mesmo entre os colonos, a tropicalidade e o pertencimento ao Novo Mundo balizavam o imaginário sobre os seres vivos do Brasil. Essas terras desconhecidas encarnavam um espaço que escapava ao mundo mapeado até então pelos cristãos. A estranheza de sua natureza e dos selvagens que a habitavam gerou interpretações que oscilavam entre exaltação e condenação.Ao longo da história do Brasil, os animais partilharam com os homens, as plantas e o clima as representações dos trópicos e das Américas. Desfiando-se algumas tramas do tempo, vê-se que o novo continente logo recebeu animais que mudaram sua face e possibilitaram a colonização: bois, cavalos, jumentos e galinhas rapidamente criaram raízes. Paralelamente, muitos animais foram transplantados do Novo para o Velho Mundo e a América, onde integraram coleções e gabinetes de curiosidades.O livro Representações da fauna no Brasil, visa estudar esse trânsito e demonstrar a relação estreita que marca as representações da fauna nacional e a própria constituição da identidade da América portuguesa e do Brasil. Este projeto foi patrocinado pelo grupo BBM em 2014.

Usos e circulação de plantas no Brasil, séculos XVI a XIX*
ver mais ver menos

  O livro "Usos e circulação de plantas no Brasil, séculos XVI a XIX" reúne seis ensaios sobre a história do Brasil, tendo as plantas por protagonistas. Plantas descritas em textos ou imagens, secas, em infusões, alimentares, corantes, fibrosas ou medicinais, pesquisadas em mais de 60 acervos nacionais e estrangeiros. As análises abarcaram mares, povos e floras que estão além de nossas fronteiras habituais, explorando os meandros do reino das plantas, tão complexo quanto o império dos homens. Este foi um projeto patrocinado pelo BBM no ano de 2013.

Sertões Adentro - Viagens nas Caatingas*
ver mais ver menos

Em 2012, o Grupo BBM patrocinou o livro "Sertões Adentro - Viagens nas Caatingas, séculos XVI a XIX, que é fruto da pesquisa dos autores em mais de 40 instituições nas Américas e na Europa. O livro traz ilustrações e textos belíssimos que possibilitam conhecimento sobre os diversos aspectos do Sertão.

Pierre Verger - 50 anos de Fotografia*
ver mais ver menos

Em 2011, o Banco BBM patrocinou a publicação do livro: Pierre Verger - 50 anos de Fotografia, que é a única obra autobiográfica do fotógrafo francês. O livro rememora as viagens que compõem o percurso desse memorável viajante que acabou por fixar raízes no Brasil, especificamente em Salvador. Trata-se de uma edição revista e ampliada do volume publicado em 1982, quando Verger ainda estava vivo. Reúne 303 imagens produzidas em cinco continentes, oferecendo ao leitor uma rica visão das viagens empreendidas por Verger ao longo de 50 anos. Ao deixar a França e a confortável vida em família em 1932, o fotógrafo dava os primeiros passos de uma longa jornada que o levaria a documentar culturas pouco conhecidas e testemunhar momentos históricos que marcaram o século XX.

Comissão Científica do Império 1859-1861*
ver mais ver menos

O Grupo BBM patrocinou a obra Comissão Científica do Império 1859-1861, a qual descreve a primeira expedição científica promovida por D. Pedro II, através do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro - IHGB, e conduzida por brasileiros dentro do nosso país.

Origem - Retratos de Família no Brasil*
ver mais ver menos

Em 2009, o Banco BBM patrocinou a publicação do livro "Origem - Retratos de Família no Brasil", com fotografias de Fifi Tong lançado em um evento exclusivo no Museu do Imigrante em São Paulo.

Margaret Mee*
ver mais ver menos

O Grupo BBM patrocinou o projeto de levantamento, pesquisa, identificação e catalogação da obra de Margaret Mee que resultou na maior publicação, no Brasil e no mundo, já feita sobre a obra desta artista inglesa.

Em 2009, em continuidade ao projeto, o BBM apoiou também a exposição "Margaret Mee - 100 Anos de Vida e Obra", realizada durante os meses de Janeiro, Fevereiro e Março na Pinacoteca do Estado de São Paulo. Cerca de 120 originais em aquarela, obras estéticas e cientificamente valiosas representaram a extensa e profunda pesquisa da artista no mapeamento das espécies botânicas, além de objetos pessoais, esboços, referências e cronologia da artista que completaram a mostra com foco em sua atuação, como uma das pioneiras envolvidas na preservação do meio ambiente no Brasil e no mundo.

Daniel Senise*
ver mais ver menos

O Banco BBM patrocinou a exposição itinerante de Daniel Senise na Estação Pinacoteca, em São Paulo durante os meses de Março, Abril e Maio de 2009. A exposição reuniu cerca de 30 trabalhos realizados nos últimos quinze anos.

Em 2008, essa mesma itinerância apresentou as obras do artista no Museu de Arte Moderna da Bahia, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Integrante da Geração 80, Daniel Senise (Rio de Janeiro, RJ, 1955) é um dos mais consolidados artistas da atualidade e já participou de três edições da Bienal de São Paulo (1985, 1989 e 1998) e uma em Veneza (1990), além de fazer, regularmente, exposições individuais em museus no Brasil e no exterior.
 

Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro*
ver mais ver menos

O ano de 2008 foi um período de comemorações históricas para o Brasil e para o Grupo BBM que completou os seus 150 anos de atividade. E em comemoração a esta data, o Banco BBM patrocinou a prestigiada Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro, oferecendo ao público as séries de concertos Ametista Noturna e Topázio Vesperal.

Um Novo Mundo, Um Novo Império: A Corte Portuguesa no Brasil*
ver mais ver menos

O BBM apoiou, também em 2008, importantes projetos que comemoraram datas significativas como a exposição "Um Novo Mundo, Um Novo Império: A Corte Portuguesa no Brasil", realizada no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, que celebrou os 200 anos da chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil.

Árvores Notáveis - 200 Anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro*
ver mais ver menos

Ainda em 2008, o Grupo BBM patrocinou a publicação da obra "Árvores Notáveis - 200 Anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro", que registrou o bicentenário desta importante instituição botânica.

Franz Weissmann*
ver mais ver menos

Concebida pelo Instituto Tomie Ohtake e com o patrocínio do Banco BBM, a exposição das obras do escultor Franz Weissmann "anos 50: experimentação e lirismo", realizada durante os meses de Dezembro de 2008 a Fevereiro de 2009, apresentou trabalhos que definiram a identidade do artista e atuaram no sentido da afirmação internacional da arte brasileira. Estiveram expostas 14 esculturas, sendo 11 delas patrimônio do modernismo no Brasil, e outras três concebidas no início dos anos 2000, que reciclam e ampliam as idéias formuladas por Franz Wessmann há quase meio século.
 

O Rio de Janeiro na Rota dos Mares do Sul*
ver mais ver menos

Em 2007, o Grupo BBM patrocinou a publicação do livro "O Rio de Janeiro na Rota dos Mares do Sul" contemplando também a exposição das obras na Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Viagens de Descobrimento - Três Séculos de Explorações e História Natural*
ver mais ver menos

Ainda em 2007, patrocinou a publicação do livro "Viagens de Descobrimento - Três Séculos de Explorações e História Natural"

* Projeto enquadrado na Lei de Incentivo à Cultura